logo

» REPRESENTAÇÃO CONTRA MAGISTRADA POR ASSÉDIO MORAL VIRA SINDICÂNCIA

Publicado em: 23 de março de 2019



Empenhado em sempre defender os interesses e bem-estar dos servidores, o SINDJU representou, em 2018, no Tribunal de Justiça do Estado do Pará contra a juíza ANDREA LOPES MIRALHA, por exercer conduta incompatível com o seu cargo, constrangendo servidores sob sua chefia imediata.

Apesar de haver diversas denúncias informais contra a juíza, o SINDJU baseou essa representação no caso específico do servidor R. H. C. B., que trabalhou na Vara de Penas e Medidas Alternativas da Capital, diretamente subordinado à magistrada. O funcionário, após seis meses de trabalho, passou a ser submetido à situação vexatória: a juíza o proibiu de lhe dirigir a palavra, sendo que todos os assuntos relativos ao trabalho deveriam ser tratados por intermédio de sua assessoria. Se isso não bastasse, começou uma perseguição ao servidor, mesmo quando este não estava mais sob sua chefia, pedindo abertura de diversos procedimentos contra ele, todos infundados.

Agora, o TJPA transformou essa REPRESENTAÇÃO em SINDICÂNCIA, que deverá apurar e, eventualmente, punir conduta tão condenável.

Ressalte-se que o assédio moral implica em degradação do ambiente de trabalho, queda de produtividade e por conseguinte prejuízos à qualidade do serviço prestado, atrapalhando a missão do poder judiciário de entregar a justiça à sociedade.

Há procedimentos e comportamentos que definitivamente não cabem mais nos parâmetros de uma sociedade contemporânea. E todos nós, servidores, temos o DEVER de denunciar e combater esses atos abusivos, em qualquer ambiente, de qualquer natureza e contra quem quer que seja. Respeito é bom, e todos nós gostamos!

Imagem ilustrativa retirada do site https://www.trt4.jus.br/portais/trt4/modulos/noticias/190842

Compartilhar:


  • Endereço:

    Rua Desembargador Ignácio Guilhon, n.º 85, 1º andar, Campina, Belém/PA. CEP 66015-350.

  • Entre em contato:

    renovasindju@gmail.com

    Telefone: (91) 3038-6503

  • Todos Direitos reservados | SINDJU-PA